A vida de dentro de uma porta

De dentro do Conservatório de Música da UFMG, este que vos fala observava o movimento das pessoas e dos automóveis. O que ele viu? Viu um mundo que ele mesmo já habitou, com pessoas andando pelas ruas. Às vezes volto a este mundo, mas o tempo e a tranquilidade para uma passeada distraída pelas ruas de Belo Horizonte são, ambos, menores hoje do que no passado.

É assim a vida, mas não desisto. Assim que puder, dou uma escapadinha para apreciar a vida das ruas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s