O gol mais bonito que já marquei

Untitled 188

Foi num recreio, lá nos anos 80. Eu havia saído no meio do jogo e voltara no segundo tempo. Peguei a bola, visualizei o gol e comecei a correr pelo campo. Driblei uns três – algo que não acontecia há tempos – e segui em frente.

Muito rapidamente ocorreu-me que ali poderia ser o início de minha revolução no futebol: após anos de desempenho sofrível, minha hora havia chegado.

Foi quando chutei e a bola passo por um goleiro atônito. Gol. Saí comemorando enquanto todos me olhavam. Aos poucos percebi que não era admiração. Era mais espanto. Sim, estavam todos chocados. Todos, menos eu…até aquele momento.

Ah sim, os times trocam de lado quando passamos do primeiro para o segundo tempo. E eu havia confundido os dois baixinhos que jogavam nos times. Sim, quando voltei, ansioso por jogar, eu mirei num dos baixinhos (do meu time) achando que era o outro (do outro time). Como estávamos todos de uniforme do colégio, era minha referência.

Pois é. Não digo que a culpa foi do baixinho. Não foi não. Mas, olha, vou te contar, foi um belo gol que me rendeu uma alegria e tanto, mas por poucos minutos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s