Um Conto Brasileiro

Aí o filho chegou da rua, cansado. Brincou, brincou, saiu com os amigos, foi para a cervejada em plena segunda-feira. A mãe, com razão, ralhou – e muito – com ele.

Mas o filho tinha uma proposta. Pediu para a mãe que esperasse até a hora do jantar quando, solenemente, mostraria como iria fazer para se recuperar na escola e pagar a conta do boteco do seu Zé.

A noite veio e, com ela, o pai, cansado, que trabalhara o dia todo porque, sabe como é, com esta crise, emprego não está fácil e dedicação e empenho são bons e o patrão gosta. Sem falar que ele trabalhava com venda de remédios, tinha metas…

O grito da mãe ecoou e o filho veio juntar-se aos pais à mesa. O jantar não era farto. Apesar da propaganda governamental, a porção de arroz era menor e a carne, coitados, voltou a ser a de segunda. Mas a vida era digna.

A mãe olhou para o filho de forma inquisitorial. O moleque, assim, pediu licença. O pai, assustado, fixou os olhos nele. A mãe pediu a palavra e explicou ao pai o ocorrido: notas baixas, risco de recuperação na escola privada (que era uma novidade em suas vidas, mas a mensalidade estava enlouquecendo os pais…), dívida de cerveja no boteco na segunda-feira. Podia-se notar o desespero no rosto suado do pai.

O filho, então, toma a palavra:

– Pai, mãe, como um adolescente de 14 anos, acho que é meu dever apresentar a vocês minha solução para isso tudo. Não quero que se preocupem. Vou estudar tentar tirar uma nota apenas 10 pontos abaixo da média em todas as matérias. Além disso, vou pegar metade da minha mesada e pagar 1/3 da dívida com o seu Zé. Prometo me esforçar para não beber muito nos outros dias.

Os pais se entreolharam, decepcionados, desesperados. O filho complementou:

– Pai, mãe, se o governo pode apresentar um orçamento com déficit, eu também posso, não posso?

Devido à nova legislação brasileira, este autor não prosseguirá com os fatos – ainda que fictícios – que ocorreram nesta família. Afinal, não se pode dar palmada em criança ou adolescente, né?

Fim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s